Sábado, 19 Agosto de 2017 RSS
 
Página inicial Mapa do Portal Contacte-nos
SIG Caminha

Galeria de Fotos

Galeria de Vídeos

biblioteca

 
 
Para visualizar as imagens rotativas tem que instalar o leitor de flash, clique aqui.
Moradores queixam-se de marginalização no passado e dão as boas vindas ao saneamento
FORTE INVESTIMENTO EM ÂNCORA REPÕE “JUSTIÇA” À FREGUESIA
FORTE INVESTIMENTO EM ÂNCORA REPÕE “JUSTIÇA” À FREGUESIA
Imprimir Enviar Partilhar
FORTE INVESTIMENTO EM ÂNCORA REPÕE “JUSTIÇA” À FREGUESIA
Política | 2017-06-14

O investimento em redes de saneamento na freguesia de Âncora ultrapassa os 650 mil euros e a segunda fase da empreitada, que abrange Aspra, Viso, Currais e Igreja está já bastante adiantada. É um grande esforço, a par de outras intervenções, numa freguesia que se sentia marginalizada e onde vários moradores constituíram mesmo uma “comissão”, informal, para reivindicar o saneamento. Foi uma luta de oito anos pelas infraestruturas, que encontrou eco neste executivo. Miguel Alves acompanhou o presidente da Junta de Freguesia, há dias, numa visita a várias obras, e alguns populares fizeram questão de acompanhar os autarcas. 


Depois da empreitada “Infraestrutura em "baixa" do subsistema de Aspra, Viso e Currais - 1.ª fase”, a Câmara avançou com a empreitada de saneamento de Aspra, Viso, Currais e Igreja – 2ª fase, na freguesia de Âncora, um investimento superior a meio milhão de euros. Com esta intervenção, o investimento em redes de saneamento na freguesia de Âncora vai ultrapassar os 650 mil euros e vem colmatar o vazio de muitos anos.


Em pleno século XXI, os moradores veem chegar o saneamento que há muito reivindicavam. Manuel Almeida, residente em Âncora há 14 anos, é um dos elementos desta “comissão”, que nasceu há cerca de oito anos, e não esconde o contentamento pelas obras que finalmente estão em curso. Lembra que havia quem fizesse despejos nas próprias ruas, em pleno centro da freguesia, quando os sistemas rudimentares já não davam resposta. Compreende a preocupação da Junta, já no anterior mandato, mas não aceita que a freguesia tivesse sido marginalizada, fosse qual fosse a razão.


Maria Fernanda Valadares, que se juntou a Manuel Almeida e a mais oito moradores na “comissão”, acompanhou também a visita à obra e concorda com o colega: “é um bom trabalho o que esta Câmara nos deixa”, comenta.

Uma questão de justiça

Para Miguel Alves, “havia aqui um desafio. Esta Junta de Freguesia, esta gente, passou quatro anos a lutar com muitos poucos meios. O desafio era que esta Junta e a Câmara trabalhassem em conjunto para fazer mais e se fizesse justiça a esta freguesia. Foi o que aconteceu”. 


Além disso, lembra o presidente da Câmara, dada a proximidade do rio, a não existência de saneamento era uma ameaça acrescida: “para onde se escoam os resíduos? Vão-se infiltrando, chegam ao rio e às praias. Esta era uma situação intolerável, que poderia trazer prejuízos muito sérios para a freguesia”.  


António Brás e Miguel Alves seguiram despois para a zona da praia, onde a Câmara está a proceder à reparação dos passadiços e das paliçadas, por forma a que a época balnear decorra da melhor forma e para que as pessoas possam usufruir destas estruturas com qualidade e em segurança. Os trabalhos de reparação/reabilitação do passadiço que liga a praia de Forte do Cão à zona dos Caldeirões deverão ficar concluídos esta semana. Recorde-se que a praia do Forte do Cão ostentará novamente, este ano, a Bandeira Azul da Europa, assim como o galardão de excelência da Quercus, que classifica como “Praias com Qualidade de Ouro” as zonas balneares portuguesas em que as águas apresentam melhores resultados em termos de qualidade -  é o caso.

Rua do Sobrado qualificada

O regresso ao interior da freguesia fez-se pela Rua do Sobrado, onde a Câmara está a realizar uma empreitada de pavimentação deste importante acesso, investindo quase 50 mil euros, e que se encontrava num estado “miserável” há muitos anos, apesar de um morador se ter até oferecido para ajudar financeiramente na obra, morador esse que, entretanto, vendeu a casa.


O presidente da Junta de Freguesia quis ainda mostrar uma intervenção que está a realizar no Lugar de Laboradas, próximo da Cividade. António Brás chama aqui a atenção para a vista, deslumbrante. A Junta já procedeu à limpeza e ao nivelamento do espaço, pondo fim à lixeira que ali existia. A intenção é instalar aqui um parque de lazer, que dê até apoio aos peregrinos do Caminho de Santiago e aos turistas. 


Refira-se que a freguesia de Âncora é uma das que sente o acréscimo de turistas, e em particular dos peregrinos que se dirigem para Santiago de Compostela, e que encontram nesta freguesia, agora, a sinalética adequada. A valorização do Caminho de Santiago – Caminho Português da Costa é uma das apostas da Câmara Municipal de Caminha. Nesta matéria, o município está a investir 236.526,10 €, montante financiado em 85% pelo Norte 2020 (FEDER).

 
Notícias da mesma categoria
“VIAGENS À TERRA NOVA” 2017 CENTRA-SE NA SIMBOLOGIA DAS MARCAS
2017-08-02
CÂMARA INVESTE 1,4 MILHÕES DE EUROS EM REDE DE ÁGUA E SANEAMENTO PARA ARGELA
2017-08-01
BISPO DE VIANA DO CASTELO NA INAUGURAÇÂO DO LARGO DA IGREJA DE RIBA DE ÂNCORA
2017-08-01
RECUPERAÇÃO FINANCEIRA DO MUNICÍPIO CONFIRMADA OFICIALEMNTE
2017-07-31
FREGUESIA DE VENADE E AZEVEDO RECEBE A PRÓXIMA REUNIÃO DESCENTRALIZADA
2017-07-24
 
 
mais notícias »
 
Vídeo em destaque
Mais Vídeos
 
Calendário
Agenda cultural
XIV FEIRA MEDIEVAL DE CAMINHA
2017-07-26 até 2017-07-30
GRU - O MALDISPOSTO 3
2017-07-28 até 2017-07-29
APOSTA BACALHAU
2017-07-28 até 2017-08-06
EDP VILAR DE MOUROS´17
2017-08-24 até 2017-08-26
Newsletters e SMS's

Newsletter

Água e Saneamento
Agua

Município na rede

facebook youtube  Twitter

Município de Caminha-2009, Todos os Direitos Reservados | Política de Privacidade e Segurança | Ficha Técnica
Valimar P.O.C. Valimar