Passar para o Conteúdo Principal
Top
Logótipo
  • Facebook
  • Youtube
  • Twitter
  • RSS feed

Ação de Reabilitação Urbana na Sandia em Vila Praia de Âncora vai custar mais de um milhão de euros

Reuniao de camara 1 1024 2500
25 Julho 2018

A empreitada Ação de Reabilitação Urbana – Sandia – Rede Viária e Espaço Público, Acessibilidade a Pessoas com Mobilidade Reduzida – foi adjudicada. Trata-se de um investimento para Vila Praia de Âncora que ultrapassa o milhão de euros.  Esta e outras propostas foram ontem aprovadas em reunião de câmara.

A Ação de Reabilitação Urbana – Sandia – Rede Viária e Espaço Público, Acessibilidade a Pessoas com Mobilidade Reduzida, uma obra estruturante e muito desejada pelos ancorenses, que vai custar 991.962,05 + IVA, deverá avançar em breve. Esta ação é delimitada a norte: pelos topos das ruas 25 de Abril e da Póvoa; a sul pelas ruas Júlio Dinis Eça de Queiroz, da Vista Alegre, de Pardinheiros até à rua de Gontinhães; a poente pelas ruas Luis de Camões e de Gontinhães; e a nascente pela rua da Póvoa, parte da rua 25 de Abril e parte da atual EN 13. Trata-se de um investimento financiado pelo FEDER em 85%, sendo a restante quantia suportada pelo Município de Caminha.

Esta empreitada é financiada por duas candidaturas denominadas “Rede viária e espaço publico (Sandia)” e “Acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida (Sandia)”, submetidas ao Aviso Planos de Ação de Regeneração Urbano do Programa Operacional Regional do Norte – NORTE2020. Com esta obra, o Município vai promover a qualificação do ambiente urbano, do espaço público e das vivências por ele proporcionadas, através da melhoria do desenho e do mobiliário urbano, da pavimentação de arruamentos e passeios, da introdução de elementos arbóreos, da eliminação de barreiras arquitetónicas e visuais. Complementarmente, pretende-se intervir ao nível da organização da circulação automóvel e revisão da hierarquia viária.

Reabilitar tecidos urbanos degradados e em degradação; modernizar as infraestruturas urbanas; contribuir para a reabilitação dos edifícios degradados ou funcionalmente inadequados; garantir a proteção e promover a valorização do património cultural; promover a criação e melhoria das acessibilidades para cidadãos com mobilidade condicionada; fomentar a adoção de critérios de eficiência energética e assegurar o acesso a fontes de financiamento para reabilitação urbana, são alguns dos objetivos.

O executivo deliberou a atribuição de subsídio à Junta de Freguesia de Dem no montante de 5.000€, para apoio das celebrações do 50º aniversário da Freguesia de Dem.

Foi aprovado a atribuição de subsídio ao Sporting Club Caminhense no montante de 5.500€, para apoio ao evento “ROWERFEST”.

O executivo aprovou também o protocolo de colaboração a celebrar entre o Município de Caminha e a Associação Nacional de Gerontologia Social, cujo objetivo é promover atividades de formação e investigação, bem como campanhas de informação e sensibilização. De acordo com o documento, o Município de Caminha cederá as suas instalações, para que a ANGES promova ações de formação, na área da Gerontologia Social, destinadas à população em geral, com o intuito de dotar os formandos das ferramentas necessárias para a promoção de um envelhecimento ativo, bem-sucedido e saudável da população idosa.

Vila Praia de Âncora vai acolher a Feira Agrícola e dos Produtos Tradicionais 2018 de 21 a 23 de setembro. As normas de participação foram ontem aprovadas pelo executivo.