Passar para o Conteúdo Principal
Top
Logótipo
  • Facebook
  • Youtube
  • Twitter
  • RSS feed

Câmara assegura formação para atletas do concelho através de protocolo com a Escola Desportiva de Viana

Piscinas vpa 1 1024 2500
16 Outubro 2018

A Câmara vai garantir formação para atletas do concelho através a celebração de um protocolo com a Escola Desportiva de Viana (EDV). Esta e outras propostas foram aprovadas hoje em reunião de Câmara.

 

O Município de Caminha e a Escola Desportiva de Viana vão assinar um protocolo para estabelecer a organização e as condições da formação das equipas de competição, na modalidade de natação, nas Piscinas Municipais de Vila Praia de Âncora. É de realçar que apenas estão incluídas as equipas formadas por atletas nascidos ou residentes no concelho e Caminha e que são designadas ‘EDV – Pólo de Caminha’.


Mediante este protocolo a Escola Desportiva de Viana compromete-se a proporcionar à EDV – Pólo de Caminha’ - as melhores condições de treino, numa carga de cinco treinos semanais, com a duração diária máximas de 120 minutos, nas instalações da Piscinas de Vila Praia de Âncora. Por sua vez, a Câmara vai proporcionar à mesma equipa na época de 2018/2019, de segunda e sexta-feira, das 19H30 às 21H00 (uma pista de 25m e uma de 50m); terça e quinta-feira das 19H30 às 21H00 (uma pista de 25m); sábado das 9H30 às 11H30 (uma pista de 25m e uma de 50m).


A EDV tem presentemente em formação cerca de 12 jovens oriundos do concelho de Caminha, com equipa técnica também ela do concelho, e pretendia ver alargado o prazo de permanência nas piscinas, por forma a acompanhar o grau de formação dos nossos atletas.
A Câmara Municipal vai ainda celebrar com a empresa Sarah Trading Lda. um protocolo para a recolha seletiva de roupa, calçado e brinquedos e equipamentos apropriados na zona territorial do Município.


Nesta reunião foi ainda apreciado o relatório final do processo disciplinar movido contra o trabalhador Carlos Fernandes Alves de Castro a propósito dos incidentes do dia 6 de novembro de 2017. Dessa apreciação, resultou a aplicação de uma pena de suspensão por 90 dias nos termos da Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas. Por proposta do Presidente da Câmara Municipal, o executivo decidiu ainda suspender a execução daquela sanção disciplinar pelo período de dois anos. A proposta foi aprovada com quatro votos a favor e três contra.