Passar para o Conteúdo Principal
Top
Logótipo
  • Facebook
  • Youtube
  • Twitter
  • RSS feed

Conclusão da Ecopista do Rio Minho é a prioridade dos lanhelenses

Reuniao 1 1024 2500
02 Novembro 2018

A Ecopista do Rio Minho dominou as intervenções, quarta-feira, na reunião descentralizada realizada na freguesia de Lanhelas. Junta e lanhelenses estão de acordo e elegem a via como prioridade, designadamente as ligações a Norte (Gondarém) e a Sul (Seixas). Mas se a primeira está praticamente resolvida, a passagem a Sul é problemática e enfrenta a oposição de um particular, que não permite a passagem junto ao rio. A população, que se manifestou neste e noutros fóruns, rejeita uma eventual opção pela EN13, mas ficou esclarecido que a Câmara só tem um projeto, que prevê precisamente o traçado pelo rio. Miguel Alves deixou esclarecimentos e informou que poderão abrir linhas de financiamento que permitam concluir estas ligações naquela que é a terceira melhor via verde da Europa.

A Ecopista do Rio Minho foi um assunto transversal a praticamente todas as intervenções. Os lanhelenses valorizam esta obra e querem vê-la concluída, o que só acontecerá com as duas ligações. O presidente da Câmara informou que a ligação a Gondarém está acautelada, com a Câmara de Vila Nova de Cerveira. Quanto à passagem Sul, o atual projeto de execução implica a passagem em terrenos que serão propriedade da Quinta da Torre e o dono opõe-se.

Entretanto, face a várias questões levantadas pela autarca local, Josefina Covinha, na última Assembleia Municipal, Miguel Alves revelou que foi formalmente contactado o proprietário da Quinta da Torre, aguardando-se neste momento a resposta, que ainda não chegou; mas não estão afastados outros procedimentos.

Face á polémica sobre o traçado e à eventual existência de um projeto que contemplasse a passagem pela EN13, Miguel Alves esclareceu que o único projeto de execução, realizado em tempo do seu Executivo, prevê a passagem pela beira rio. De resto havia “um desenho” e um “plano C”, ainda menos elaborado.

O presidente assumiu que este é um assunto importante, não só por ser reivindicação da freguesia, mas também porque sabe que o Turismo de Portugal vai abrir uma linha de financiamento, restrita, mas que poderá ser uma oportunidade. Uma alternativa que contemplasse a passagem numa ilhota, por exemplo, é possível, mas muito mais cara.

No final da reunião houve oportunidade de consultar o projeto de execução que tinha sido referido durante os trabalhos.

Recorde-se que a Ecopista do Rio Minho conquistou o terceiro lugar do pódio na 8.ª edição dos European Greenways Awards, competição que premeia as melhores vias verdes da Europa. A via ficou no terceiro posto na categoria de Excelência, sendo apenas superada pela Vennbahn, na Bélgica, e pela primeira ecopista na Sérvia, construída na localidade de Uzice.

Na reunião houve ainda oportunidade para os munícipes colocarem algumas questões de cariz mais particular, tendo ficado, num dos casos, agendada uma reunião com o vice-presidente já para a próxima segunda-feira.

Entretanto, Josefina Covinha congratulou-se pela instalação da fibra ótica e pelas obras já realizadas pela Câmara e Junta e assumiu algumas intervenções para o próximo ano.

A presidente da Junta destacou também a nova edição do “Presépio Vivo”, uma organização da Junta de Freguesia de Lanhelas, que terá lugar a 22 dezembro, pelas 21H30, entre a Rua João de Sá e o Largo de São Sebastião.