Passar para o Conteúdo Principal
Top
Logótipo
  • Facebook
  • Youtube
  • Twitter
  • RSS feed

Câmara prepara obras de beneficiação dos centros de saúde de Caminha e Vila Praia de Âncora

Câmara prepara obras de beneficiação dos centros de saúde de Caminha e Vila Praia de Âncora
centro_saude_vpa
08 Agosto 2022

Aprovado contrato no âmbito da CIM que permitirá aceder a financiamento comunitário. Investimento pevisto é de 620 mil euros.

Está dado o primeiro passo para que possam vir a ser realizadas importantes obras de beneficiação nos centros de saúde de Caminha e Vila Praia de Âncora. O Executivo aprovou, na sua última reunião, a minuta do Contrato Interadministrativo de Colaboração entre a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, os dez municípios associados, a Administração Regional de Saúde do Norte e a Unidade Local de Saúde do Alto Minho. O objetivo é a candidatura conjunta a fundos comunitários que, concluída a parte burocrática nos vários municípios, irá avançar. O investimento previsto para os dois equipamentos é de 620 mil euros. 
Tendo em vista esta candidatura conjunta a fundos do PRR foram realizadas reuniões prévias com os coordenadores do Centro de Saúde de Caminha e USF Vale do Âncora (Unidades de Saúde de Caminha), Município e ULSAM de forma a ser elaborado pelos profissionais de cada Unidade de Saúde o levantamento de necessidades de intervenção para potencializar a qualidade dos serviços de saúde, de forma a clarificar as necessidades.
Após ser realizado o levantamento de necessidades pelos profissionais de saúde de ambas as Unidades de Saúde do concelho, o mesmo foi remetido à ULSAM. Estão assim devidamente identificadas as necessidades de cada unidade, que permitirão elaborar os respetivos projetos.
A decisão de trabalhar para uma candidatura conjunta no âmbito da CIM teve em conta o facto de que, na atribuição das novas competências aos municípios, encontra-se a saúde. Os signatários ponderaram também os desafios estruturais que esta atribuição de competências visa e o propósito de garantir o acesso à saúde de qualidade, considerando que o acesso ao financiamento adequado se faz através de fundos comunitários para melhoria de infraestruturas e equipamentos.
O contrato valoriza a importância dos centros de saúde ao defender que “os cuidados de saúde primários são cuidados de proximidade e o pilar do sistema de saúde português. O melhor caminho para atingir a meta da cobertura universal em saúde e garantir a acessibilidade aos cidadãos é dotar o território de infraestruturas que isso potenciem. Estes valores e objetivos são de grande importância para os municípios pois promovem o acesso, em tempos adequados, a cuidados de saúde atempados, eficientes e de qualidade”.