Passar para o Conteúdo Principal
Top
Logótipo
  • Facebook
  • Youtube
  • Twitter
  • RSS feed

Grande intervenção em infraestruturas de Moledo em fase adiantada

Grande intervenção em infraestruturas de Moledo em fase adiantada
3m1a2949
3m1a2965
3m1a2984
3m1a2984
3m1a2989
3m1a3006
3m1a3013
3m1a3065
3m1a3073
29 Julho 2022

Redes de água e saneamento e pavimentações traduzem-se em investimento de 337 mil euros

Dentro de dias realizam-se as Festas em Honra de Nossa Senhora Ao Pé da Cruz, em Moledo, e as numerosas pessoas que vão participar terão as ruas pavimentadas e muito melhores condições para se movimentarem. Mas essa é apenas a parte visível da grande intervenção que está já em fase avançada numa área extensa da freguesia, uma empreitada que incide na ampliação da rede de abastecimento de água e de saneamento, num investimento de 337 mil euros.
Numa visita conjunta às áreas intervencionadas, ontem, que juntou Câmara, Junta de Freguesia e Águas do Alto Minho, o Presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, salientou o trabalho de parceria que está a ser realizado no concelho, mas em particular na União de Freguesias de Moledo e Cristelo: “esta é uma obra que só é possível graças ao grande trabalho de parceria que a Câmara de Caminha, a Junta de Freguesia e a Águas do Alto Minho têm hoje no terreno e na prática. E esta é uma boa notícia, é a notícia do investimento que serve as pessoas; é um investimento nas pessoas e no meio ambiente”.
Miguel Alves realçou ainda que esta obra, no valor de 337 mil euros, como referimos, não é apenas no abastecimento de água e saneamento, porque além de permitir fazer infraestruturas, é uma intervenção que vem requalificar um pavimento eu estava em mau estado, pavimentado em cubo ou betuminoso, consoante as artérias. Há todo um “quadrante” beneficiado, que abrange a zona da Casa Paroquial, Igreja Paroquial, Capela da Senhora de Ao Pé da Cruz, até Cristelo.
Miguel Alves sublinha que, numa freguesia urbana, havia ainda várias casas sem infraestruturas, mas com esta obra, 96 a 97% das residências de Moledo poderão fazer a ligação ao saneamento. A parte restante, já relativamente residual, também não foi esquecida e o assunto está igualmente a ser equacionado.
“Nós não queremos que aquilo que são os efluentes corram para os nossos rios e riachos, nem para os campos abertos. É este trabalho que torna as nossas praias boas, é isso que faz com que tenhamos áreas protegidas, é isso que dá sustentabilidade ao nosso território”.
A empreitada ainda foi complementada com um investimento na Rua do Felo, já na parte baixa da freguesia, aguardando-se agora as ligações elétricas para que a rede possas funcionar.
Para o Presidente da União de Freguesias de Moledo e Cristelo, Joaquim Guardão, Moledo não podia crescer, não podia estar bem, se não tivesse estas condições, estas infraestruturas alargadas a mais população. O autarca local realçou o impacto da intervenção na qualidade de vida, classificando o investimento como “importantíssimo”.
Na intervenção em curso na União de Freguesias de Moledo e Cristelo, onde decorreu a visita conjunta com a Câmara, Junta de Freguesia e a Águas do Alto Minho, a população beneficiada teve um acréscimo de mais 15 fogos cobertos com abastecimento de água e mais 35 com rede de drenagem de águas residuais.
Como também destacou o Presidente da Câmara, as pavimentações visitadas na freguesia de Moledo são parte integrante das empreitadas de Execução de Sistemas de Abastecimento de Água e Águas Residuais previstas no âmbito das candidaturas Aprovadas do Aviso POSEUR-12-2017-05 – Ciclo Urbano da Água – Município de Caminha (Lote 1)”, adjudicada por quase dois milhões de euros.